A Obesidade e Seus Porquês

Desde que eu iniciei meu processo de emagrecimento, lá no começo de 2012, emagreci bastante, mas nunca cheguei ao meu peso ideal. E vira e mexe, ainda oscilo e volto a engordar. É frustrante, é difícil, é decepcionante. E comecei questionar algumas coisas: porquê isso acontece comigo? Porque minhas emoções me dominam? Porque não consigo me controlar permanentemente? Alguns “porquês” consegui entender em terapia, mas outros, ainda eram uma incógnita…

Certa noite, estava tão triste comigo mesma, minha falta de foco, que a única alternativa que tinha naquele momento, era rezar. Pedir força e foco ao universo. E como providencia divina, no dia seguinte, estava passeando pelo shopping com meu marido, quando resolvemos entrar na livraria e me deparei com a trilogia “A Linguagem do Corpo” da Cristina Cairo em promoção. Resolvi pegar um e folhea-lo. E como providencia divina, eis minha resposta:

Trecho do livro 1

(…) A gordura é o casulo que a pessoa cria, inconscientemente, para se proteger e se esconder dos problemas externos.

Pessoas muito sensíveis, que se deixam magoar com facilidade, buscam se proteger atrás da gordura, que representa a maciez de um abraço.

Muitas vezes a gordura é uma forma convenientemente usada para se conseguir certos benefícios, como atrair a compaixão de outras pessoas, deixar de trabalhar naquilo que não gosta, escapar de certas obrigações que limitam sua liberdade e até mesmo testar o amor e a fidelidade do cônjuge. Mais uma vez vemos que o perigo está em nossa mente, não no mundo em que vivemos, e nem nos alimentos que comemos.

Faça um “regime” nos seus pensamentos e limpe toda essa amargura. Viva tranquilamente e sem se sentir ameaçado. Ame profundamente a todos e você perceberá que, como resposta, receberá mais amor dos outros. Saia já desse casulo e participe ativamente do mundo, de peito aberto e acreditando que você está sendo protegido pelas mãos do Grande Pai.

Pare de guardar mágoas e ressentimentos. Chega de discutir gratuitamente com as pessoas, pois cada uma delas luta pelas suas razões e você pode sair machucado. Apenas aja com docilidade e poder e não deixe que as diferenças de vida e opiniões o aflijam.





Para você superar definitivamente essa dificuldade de emagrecer terá de compreender que toda expectativa gera frustração. Por isto não fique esperando acontecer o que você deseja, nem queira que as pessoas sejam como você ou lhe dêem aquilo que tanto você almeja. Saia já dessa postura de vítima e perceba o tamanho do seu próprio poder. Ninguém é responsável pelas suas fraquezas ou fracassos. Tudo depende exclusivamente da sua postura diante da vida e dos acontecimentos. Passe a agir como adulto e mostre seus verdadeiros interesses a quem é importante para você. Tenha coragem de mudar seu comportamento e ser você mesmo. Se você não está encontrando em sua memória nenhum registro pelo menos semelhante ao que estou dizendo, certamente é porque seu subconsciente abraçou com muita força alguma mágoa antiga e continua a protegê-la, pois para ele não existe “tempo”. Tenha calma porque com ele (o subconsciente) nós devemos agir despreocupadamente e mandar mensagens positivas e constantes, até que ele perceba que as defesas contra o passado são inúteis.


As mensagens que você pode enviar ao seu subconsciente são pensamentos e condutas contrárias ao que está vivendo hoje. O importante é sair logo desse círculo vicioso que ainda está impresso em sua mente inconsciente.
Pratique um esporte ou faça exercícios. Torne seus pensamentos mais ativos e coloque em prática as suas decisões. O mundo espera você para agir com ele. Transforme essa gordura em energia, sacudindo a poeira do passado e olhando para frente. Rápido!


No começo tudo pode parecer difícil, mas depois você amará os novos hábitos e a sua nova personalidade.

Vamos, acorde! Organize-se! Tudo depende só de você!



Chega de arrumar pretextos pois isto só vem provar que você está realmente tendo alguma conveniência em ser gordo. Busque o que você deseja, sem prejudicar sua saúde e sua beleza. E, definitivamente, tente compreender que quando nos magoamos com algo é porque estamos sendo egoístas em querer que tudo seja do nosso jeito. Liberte-se dessa tendência e aceite as pessoas como elas são. Seja você mesmo e não se permita pensamentos negativos. Eleve-se a cada dia com bons sentimentos em relação à vida e cresça cada vez mais dentro da evolução espiritual, sem mágoas, sem medos, nem desconfianças. Quanto mais você se aproximar de Deus, mais se sentirá confiante e feliz. De outra forma, você estará cada vez mais longe d’Ele.

Nem preciso dizer que comprei os livros e está sendo muito esclarecedor, né?

Bom, é isso… só queria dividir mais essa descoberta. Boa semana.

10 Comentários


  1. Adorei o esclarecimento, hehehe. Estou no meu décimo dia sem comer açúcar e estou passando o maior perrengue, mas sabe o que eu penso? "Aguenta porque tu tem que crescer e parar de comer teus sentimentos". Daí li teu post e amei, cada vez me convenço mais de que tenho que manter o foco.
    bjs!!!

    Responder

    1. Primeiramente, parabéns pelo foco. Tirar o açúcar não é mole, não.
      Eu mesma as vezes caio em tentação e volto a comer. Difícil, mas não é impossível. Força!

      Responder

  2. Ahhh menina que lega. tenho esse problema, guardo tudo para mim, principalmente ultimamente. Não tenho muito com quem conversar, então fico magoada, mas quietinha, fico triste e quietinha, enfim…todo sentimento fica retido em meu coração. preciso aprender a me libertar disso!

    Responder

    1. Eu até que não guardo tanto, sabe?
      Mas tenho dificuldade em falar o que me incomoda quando eu gosto da pessoa. Fico com medo de magoa-la e acabo magoando a mim mesma…

      Responder

  3. Lindona, a Cristina Cairo é sensacional em suas colocações. Os livros dela me falam muito. Ela e o Gaspa. Como sempre, desejo muito sucesso pra você, Minha Queridona do Coração!
    Beijocas!
    Carla Pancha

    Responder

    1. Eu estou achando a Cris Cairo, maravilhosa na minha vida. Devia ter lido sobre ela há muito tempo atrás… teria mudado muita coisa, antes. Mas, é como eu acredito: tudo acontece no seu tempo, né? 🙂

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *