Ai Meu Deus, Psiquiatra?!

Ando sumida porque estou “freelando” alocada no cliente esse mês e, com a decisão de fazer AF todos os dias, as coisas ficaram bem corridas.

Resumidamente:
1 – Conforme falei aqui, estou fazendo marmita saudável todos os dias, para não fugir da RA (para acompanhar minha saga diária, siga-me no IG);
2 – Estou madrugando para fazer AF, caminho 1,5 km até a academia, faço 45 min. de musculação e, fico 20 min. na esteira, fazendo “corrinhada”. Depois, tomo banho e vou trabalhar (chego em casa ‘morta com farofa’ hehehe);
3 – Fiz uma nova avaliação física, com direito à bioimpedância (falarei sobre isso em vídeo).
Coisas que não havia compartilhado com vocês…
Tive 3 crises compulsivas nos últimos 15 dias, ou seja, 1 lapso de compulsão alimentar a cada 4 dias, onde perdia totalmente o controle e depois passava por todas as variações da culpa e tristeza (que provavelmente vocês conhecem bem).Estive deprimida, engordei 2 kg, meu corpo pede açúcar quase todos os dias (tento não ceder), fico com fissura (a sensação é a mesma de quando estamos nos livrando de um vício, sabem?) – Me sinto sem forças e fico ainda mais deprimida.

Devido as constantes crises compulsivas, excesso de ansiedade e nuances da depressão voltando, minha psicóloga sugeriu que eu vá a um psiquiatra.

Os Psiquiatras são licenciados em medicina que se especializam me Psiquiatria ou em Pedopsiquiatria, estando o exercício da sua profissão enquadrado na ordem dos médicos. Os psiquiatras privilegiam, frequentemente, uma terapia fisiológica com recurso a medicamentos. Podem também recorrer a psicoterapias, aproximando-se, portanto dos psicólogos clínicos. Muitas vezes, o tratamento de uma perturbação passa pela intervenção complementar de um psiquiatra e de um psicólogo.

Eu não tenho nenhum preconceito de ir a um psiquiatra e nem de admitir que eu tenho um problema, mas confesso: a ideia dos medicamentos não me agrada. Meu marido sofre de excesso de ansiedade e controla com medicamentos há tempos… vai ao psiquiatra mensalmente e, faz terapia uma vez por semana. Acho maravilhoso que ele tenha esse cuidado consigo, mas me incomoda o fato de os medicamentos nunca cessarem. Eu não quero isso pra mim!

Por isso, antes de ir ao psiquiatra, vou agendar um médico homeopata. Quem sabe não retome as sessões de acupuntura? Confio na eficácia da medicina alternativa, me sinto mais segura, entendem? Claro, se com o tempo as coisas não melhorarem, daí eu volto a pensar no psiquiatra…

Vou mantendo vocês informad@s.

Agradeço o carinho de sempre. Volto em breve.

10 Comentários


  1. OI!!!

    Vá ao psiquiatra, isso são neurotransmissores, química cerebral mesmo!!!

    Não fique te judiando menina!!! É ótimooooo, eu agradeço por ter ido inicialmente na Psico e ela ser uma ótima profissional e me encaminhar para o Psiquiatra.
    Foi onde aprendi que tenho Transtorno do Comer Compulsivo….

    Te entendo sobre a Fissura, ela é real… até porque somos Viciado em comida. Essa é nossa droga!!!!
    Eu engordei mais de 30 kg em menos de 10 meses!!!! Eu tinha crises de comer compulsivo que chegava a passar mal mesmo, comia tanto que tive episódios de Vômito!!!! Era de comer MUITOOOO MESMOOOOO…UM HORROR
    ……………………………..
    EU CHOREI MUITO QUANDO FUI DIAGNOSTICADA, MAS HOJE AGRADEÇO A DEUS….
    ………………………………..
    A MINHA COMPULSÃO VEM QUANDO ESTOU COM PROBLEMA QUE SE MANTEM POR UM LONGO PERIÓDO!!!
    Fiz tratamento e me disseram que se eu passar novamente por uma crise tão forte pode vir À TONA NOVAMENTE!!!!
    ESTOU PERDENDO LENTAMENTE …E JUNTANDO OS CAQUINHOS DA ULTIMA FASE "DO TRANSTORNO".
    PROMETI PRA MIM MESMA QUE VOU SEMPRE ESTAR DE OLHO…..E NO MENOR SINAL VOU PEDIR AJUDAAAA

    VAI CÍNTIA NÃO TE SABOTA!!!!
    ABRAÇÃO
    SE VC QUISER TROCAR E-MAIL É PROJETOCORPOVIOLAO@GMAIL.COM
    GRAZI

    Responder

  2. Cintia bom dia!!! Eu voltei ha um ano o tratamento com o psiquiatra por causa da depressão. Tomo medicamento e pra mim vai ter que ser pelo resto da vida porque minha depressão sempre volta, e eu fiquei uns 8 anos sem tratamento e o ano passado quando voltou veio barra pesada. O médico disse que não adianta eu querer parar por conta própria então resolvi me cuidar e tomo o medicamento e me sinto bem melhor. É isso que tenho a dizer, no meu caso eu realmente preciso mas acredito também em terapias alternativas, acho legal vc tentar outras opções quem sabe no seu caso o resultado é positivo? bjos amiga e muitas saudades

    Responder

  3. É amiga, eu me trato com psiquiatra, tomava dois medicamentos, um já parei. Sei como é isso, fiquei decepcionada qdo ela me disse que precisava do remedio, mas pense, se for, será só por um tempo.
    Tb tenho crises de compulsão alimentar e o pior (por incrivel que pareça) não é comer, é a sensação de fracasso que dá depois, ao mesmo tempo que evitar a compulsão na hora da crise é bem complicado, angustiante…é importante um profissional sim. É um dia de cada vez, uma luta diária..

    Responder

  4. Nossa amiga!!!!!!!!
    Espero que esteja melhor!!!
    Eu faço acompanhamento com o psiquiatra e com a psicologa!! e me sinto bem!
    ate para controlar a ansiedade da adoção e poder entender pq nao posso ter um filho!
    e isso tem ajudado bastante
    espero que fique bem viu! se precisar gritar grite to aqui ok!!!!!
    bjs

    Responder

  5. Cíntia, eu detesto remédios… Tô tomando vitaminas em cápsulas manipuladas agora pq tava com deficiência severa de vitamina D, mas não gosto! Acho que tem mesmo que tentar outras alternativas antes!
    Tô torcendo por ti, tá?
    Beijão, fica bem!

    Responder

  6. Eu acredito muito na medicina natural ,eu tive depressão uma epoca quando meu pai faleceu e o tratamento natural me ajudou muito a controlar ansiedade e a depressão ,mas cada caso é um caso o que é bom pra mim pode não ser bom pra voce e vice versa ,voce pode procurar um medico naturopata o meu era psiquiatra com especialização tambem em medicina natural ..um gde beijo e boa sorte

    Responder

  7. Cabeça "regulada" é essencial nesse processo. Não tem jeito. A gente come sentimentos, ansiedade principalmente! hahaha Espero que tudo dê certo.
    Homeopatia geralmente dá muito certo, assim como acupuntura.

    Aguardarei noticias pra saber como vc tá indo! ;*

    Melhoras ai nas compulsões!

    Responder

  8. então.. o psikiatra.. os remédios diminuiram um pouco a minha compulsão.. mas tenho tanto transtorno ke não é bolinho.. sou o desespero do psikiatra.. ou alegria.. vai saber..rs.. bjkas e sucesso lindeza

    Responder

  9. Meu anjo, fiz exatamente isso que vc diz ai uma mil vezes durante pelo menos 10 anos. Adiei o psiquiatra e adiei minha vida, na verdade.
    Descobrimos que tenho deficiência de dopamina e estou medicada. Nunca mais tive compulsão, nem quando roubaram meus cães.
    Tomar remédio para deficiências químicas é mais do que normal. Se seu namorado fosse diabético, por exemplo, vc não pensaria em homeopatia ou acupuntura e não acharia estranho ele ter que usar insulina a vida toda… É assim: eu vou usar Wellbutrim por muuuito tempo.
    Terapia, yoga, acupuntura e homeopatia são sim excelentes e eu continuo usando, mas foi o medicamento que deu um terreno seguro pra essas terapias poderem realmente me ajudar.
    Beijo no Coração.

    Responder

  10. É…se tem que ir, vai. Já fui uma vez, claro que não gostei e não estava querendo aceitar, mas depois vi que foi necessário.
    Falar em compulsão… 😛 me deu umas também. Dá uma desanimada, mas ainda não é forte.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *