Desafio Pessoal: 01 ano sem compras

Da janela do ônibus eu vejo as pessoas passando rápido por mim. Da janela do ônibus, as pessoas me vêem passando rápido por elas. Vejo pessoas que não se olham, mas que acharam um jeito de falar entre si, através das redes sociais. É assustador ver o “olho no olho” se tornando raro a cada dia. Estamos diante de uma revolução tecnológica jamais vista antes. Quem não tem perfil em pelo menos uma rede social, em breve terá, é fato! É a necessidade. Parafraseando Martha Gabriel (que é uma profissional e palestrante que admiro muito), estamos tecnologicamente ‘infectados‘.

Nunca estivemos expostos à tantas ofertas. Existe uma guerra de preços em todos os tipos de segmento e com isso, as pessoas acabam criando as suas próprias necessidades. Vão se dando desculpas para comprar, comprar, comprar. E se acumulam de coisas desnecessárias.

Esse post não tem intenção de fazer discurso anti-capitalista. Apenas, levar os leitores à reflexão. Quantas coisas você comprou e acabou nem usando? Quantas coisas você comprou, mas não utilizou mais que 2 vezes?

Eu cresci aprendendo a usar o dinheiro com consciência, a reutilizar as coisas, a fazer trocas e doações. Nunca liguei para roupas / sapatos e acessórios de marca, mas prefiro pagar mais caro em uma peça de boa qualidade, porque sei que durará mais. Com o tempo, aprendi que esse estilo de vida tem nome… eu era uma praticante da simplicidade voluntária, só que inconsciente!

Na fase adulta, conheci o minimalismo (que é um conceito que garante que “menos é mais“), e fiquei encantada! Desde então, iniciei a prática (sem radicalismos) e nunca mais parei.

Quero ressaltar que não sou minimalista, eu pratico o minimalismo.

A prática do minimalismo não é fazer um voto de pobreza. É ser consciente com o consumo e assumir viver com o que lhe é SUFICIENTE! É antes de comprar algo, ter certeza de que aquilo é necessário e que vai ser útil.
Há uns meses, tenho percebido que andei caindo bastante nas armadilhas do consumo sem freio. Por isso, resolvi desafiar a mim mesma a não comprar nada além de comida, produtos de higiene pessoal, remédios (se necessário) e, livros para a faculdade; durante o período de 1 ano! Eu não quero ficar presa à nenhuma regra ditatorial das que vejo por ai. O objetivo desse desafio pessoal, é resgatar a minha consciência de consumo. E claro, vou relatar tudo aqui no bloguito para vocês acompanharem minha saga! ;-)E você, já tem algum desafio pessoal para 2015? Me conta ai…

2 Comentários


  1. Fiquei de agosto de 2013 ate agosto de 2014 sem comprar. Nesses ultimos meses acabei comprando algumas coisas mas ja me desafiei a passar 2015 sem comprar NADICA! Percebi que vivo muitissimo bem com tudo o que ja tenho comigo… não preciso de nada mesmo. E diferenciar querer e precisar é a grande questão!

    Beijos e boa sorte no desafio!

    Bruna
    http://umavidamaissimples.com

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *