Devo chamar o “Chapolin Colorado”?

Não me lembro se já comentei isso por aqui, mas eu trabalho com treinamento & desenvolvimento. Há algumas semanas, eu tive de ministrar um treinamento comportamental, focado na conduta dos colaboradores e, o material sugeria algumas discussões em grupo, que eu achei interessante trazer aqui como reflexão, pois estou exatamente, passando pelo dilema que vai de encontro à essa discussão. Bom, o questionamento é o seguinte:

O RESPEITO é EDUCAÇÃO ou OBRIGAÇÃO?

Bom, a discussão é longa e, eu ouvi de tudo um pouco. Contudo, como líder educadora, eu sempre tomo muito cuidado para não influenciar meus educandos com a minha opinião, porque a ideia, é exatamente fazer com que eles tragam o que realmente pensam sobre o assunto e assim, refletir em grupo.

Enfim, eu comecei a falar sobre isso, para deixar minha real opinião:

O respeito, deveria vir pela educação, mas as pessoas só são educadas quando lhes convém. As pessoas são incapazes de pensar no bem estar coletivo. O ato da gentileza, por exemplo, está tão raro, que quando alguém é gentil comigo, eu me espanto. É triste, eu sei. Mas essa é a realidade cotidiana de quem mora em sampa e utiliza transporte público todos os dias. O respeito virou uma obrigação, porque os valores da educação se perderam por ai… tanto é assim, que foi necessário a criação de leis que garantissem o direito ao assento preferencial para idosos e grávidas. E não só esses, filas preferenciais. Há também a lei que proíbe as pessoas de fumarem em locais fechados, de ouvir som alto em transporte público ou de fazer barulho excessivo após às 22h. No entanto, ainda assim, vejo pessoas fumando em filas, desrespeitando todas as pessoas que estão à sua volta. Vejo pessoas fingindo que estão dormindo, para não dar lugar no assento preferencial. Vejo pessoas estacionando em vagas exclusivas para deficientes… é tanta coisa errada, que a lista ficaria enorme!

Eu moro em um bairro pacato na zona norte de sampa. Tudo estava bem, até que a vizinha do sobrado ao lado se mudou… A nova família é cheia de gente mau-educada e sem bom senso. Há 2 semanas que eu não consigo descansar (clique aqui e dê o play para entender).
Algumas pessoas me mandaram chamar a polícia. Eu chamei, meu marido chamou, os vizinhos chamaram… mas a novidade foi que: a polícia não apareceu. Os vizinhos? Ouviram funck e pagode até às 3h da manhã, nesse som que vocês acabaram de ver.

Algumas pessoas me perguntaram: porque não pediu para o vizinho baixar o som?
A resposta é: Pedimos, mas ele não baixou.

Me senti impotente, ainda me sinto impotente e, me dá calafrios só de pensar no final de semana.

A grande questão é, se eu não posso contar com a polícia nessas horas, quem eu devo chamar? O Chapolin Colorado?!

4 Comentários


  1. Cintia que coisa né? eu me vi nesse post. faz 10 anos. Isso mesmo. 10 anos que tenho esse problema com os vizinhos do lado e da frente de casa que escutam as musicas mais horrorosas do mundo no ultimo volume e somos obrigados a escutar também. Não adianta chamar polícia, nem pedir para abaixar o som que eles até nos ameaçam. É um inferno e como moro em casa própria e não temos condições de sair e comprar em outro lugar por enquanto vamos aguentando mas é foda. É falta de respeito, de educação, de cidadania, de tudo.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *