FitBloggers de Março | Obesidade x Libido e Sexualidade

De tempos em tempos eu recebo contato de mulheres me questionando sobre a questão da vida sexual após obesidade e eu sempre respondi individual e restritamente, porque era um assunto muito pessoal  e eu não estava pronta para dividi-lo no blog, mas agora, me sinto mais madura para falar sobre isso e, mês passado, uma das blogueiras participantes do projeto de blogagem coletiva, sugeriu o tópico, enviando a seguinte mensagem:

Após discutirmos bastante, resolvemos que essa questão era bastante comum entre as mulheres e que, deveríamos sim, quebrar o silêncio e falar sobre.

Querida leitora, durante o período de terapia, abordei esse tema inúmeras vezes com a minha psicóloga, porque ano passado, mesmo após ter eliminado mais de 20 kg, não tinha a menor vontade de fazer sexo (e olha o detalhe: sou casada!). Essa falta de vontade continuou persistindo, mesmo depois de constatar que minha autoestima estava ótima, sabe? Então vi que não era algo normal… Resolvi ir ao médico e ao ginecologista. Após alguns exames, compreendi que a minha falta de libido estava relacionada aos “Polipos Uterinos“, que segundo eu entendi, é um problema que aumenta o fluxo da menstruação, cólicas, desconfortos durante o ato sexual, altera o tamanho do endométrio, que interfere na libido. Descobri que esse é um problema bem comum entre as mulheres e precisa ser tratado. No meu caso, um procedimento simples resolverá o problema.

Eu quis iniciar esse relato explicando sobre o problema uterino, porque sei que algumas pessoas têm preguiça de ler posts longos como esse. Portanto, antes de colocar a culpa da falta de apetite sexual na obesidade, verifique se não está com algum problema relacionado ao útero, hormônios, etc, ok?

Sabemos que a obesidade interfere no psicológico, sim… há até estudos que comprovam que o excesso de peso reduz a libido e prejudica diretamente o desempenho sexual. No auge da depressão, minha vida sexual ficou péssima. Mas conforme relatei no post “O casamento e o processo de emagrecimento“, diálogo e amor do seu parceiro são partes fundamentais para o processo de cura.

Se você não tem um parceiro, tenha em mente que as mulheres são diferentes, portanto, tudo o que podemos fazer é trocarmos experiências, sem perder a consciência de que teremos de trilhar nossos próprios passos e descobrirmo-nos como mulheres livres, sexys e lindas que somos.

Eu fui criada sem rótulos, sem nomenclaturas, sem pudores; portanto, nunca tive nenhum tipo de neura para tirar a roupa e sentir prazer. As neuras, a culpa, o desconforto que você sente, pode estar diretamente ligada à abordagem que fizeram com você na infância, por isso, procure ajuda psicológica para se libertar, porque sempre haverá alguém que a achará perfeita do jeitinho que você é, mas para conseguir enxergar isso, será necessário que você mesma consiga ver…

Leiam as postagens das amigas:
Mude.me
Adeus, obesidade da Thamy
Meu Manequim 40

Com amor,

Cíntia Milanese

15 Comentários


  1. Sabe acredito que é questão de auto estima e o processo de emagrecimento tem que estar diferente em nossa cabeça. Emagrecer não vai nos fazer melhores ou muito mais bonitas. Iremos ter saude e sim, melhorar a aparência, mas existem gordinhas que são lindas. Acredito que a obesidade começa a atrapalhar (clarro exceto em problemas de saude), no momento que a mulher não se gosta mais. E para melhorar isso não vai adiantar emagrecer (experiencia propria), o que resolve é se amar, do jeito que somos, claro que temos que pensar em melhorar para sermos ainda mais bonitas e não para resolvermos nossas pendencias da vida.

    Responder

  2. Ótimo tema a ser discutido Cintia! Eu confesso que também tenho meus pudores com relação ao corpo e o marido, isso porque estou casada a 15 anos (teoricamente marido conhece tudo!!). Mas também já percebi que nas fases da vida em que me exercitei diariamente, me senti muito mais segura com o meu corpo e a minha nudez, mesmo estando com sobrepeso. Pra mim, o exercício levanta minha moral e estimula minha libido!! Uhuuu, bora malhar, kkkkk!! Beijão querida

    Responder

    1. Eu não tenho problemas em ficar nua e nem nada do tipo… só a libido que havia baixado, sabe? O que eu quis dizer é que as vezes não tem nada a ver com a autoestima. As vezes é um problema de saúde…

      Responder

  3. Cintia meu bloqueio é com minha barriga porque emagreci um pouco e a pelanca caiu por cima de "tudo" então me sinto mal. quando eu atingir o peso que quero vou procurar fazer uma abdominoplastia com o intuito de tirar esse "avental" pendurado que me deixa tão constrangida.

    Responder

  4. Acho lindo quando vejo uma pessoa livre, como vc disse, sem pudores e sem se preocupar com rótulos.
    Mas eu entendo perfeitamente o constrangimento do relato acima, na verdade poderia ter sido algo escrito por mim!! Já perdi por volta de 18 quilos, cheguei aos 77, mas ainda vivo o sonho de que quando chegar no *peso ideal* vou gostar mais do meu corpo e ter mais confiança.
    Contudo procuro me corrigir, é engraçado ler esse post agora pq é algo que tem martelado minha cabeça, e tenho me esforçado pra ser feliz comigo mesma todo dia, percebi que é tortura o modo que vivo, com 'avental' ou sem 'avental' (eu bem sei oq é isso Beth Fernandes) preciso ter satisfação agora, caso contrário não consigo seguir em frente.
    E tem gente que acha que emagrecer é fácil, ha, tanto quanto uma grande mudança de vida.

    Responder

  5. Acho lindo quando vejo uma pessoa livre, como vc disse, sem pudores e sem se preocupar com rótulos.
    Mas eu entendo perfeitamente o constrangimento do relato acima, na verdade poderia ter sido algo escrito por mim!! Já perdi por volta de 18 quilos, cheguei aos 77, mas ainda vivo o sonho de que quando chegar no *peso ideal* vou gostar mais do meu corpo e ter mais confiança.
    Contudo procuro me corrigir, é engraçado ler esse post agora pq é algo que tem martelado minha cabeça, e tenho me esforçado pra ser feliz comigo mesma todo dia, percebi que é tortura o modo que vivo, com 'avental' ou sem 'avental' (eu bem sei oq é isso Beth Fernandes) preciso ter satisfação agora, caso contrário não consigo seguir em frente.
    E tem gente que acha que emagrecer é fácil, ha, tanto quanto uma grande mudança de vida.

    Responder

  6. eu acho ke tudo é muito particular de cada um.. eu mesma nunca tive problemas mesmo estando gorda ou magra.. tendo um bom envolvimento.. pra mim ja tava valendo.. bjokas e sucesso nega

    Responder

  7. Adorei o post, também estou nesse time das mulheres que são casadas e tem quase nenhum apetite sexual, tenho vergonha da minha barriga pulando, me sinto um pedaço de banha branca desengonçada, triste…:(

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *