Pense Magro #3 – Resolvendo as Dificuldades com o Programa

Olá, magreletes! Voltei (finalmente) rs…

Estou às vésperas das semanas de provas na faculdade e, fica difícil me dedicar ao blog (vocês entendem, né?) 🙂
Bom, hoje eu vim falar um pouco sobre as minhas primeiras dificuldades com o programa e, talvez vocês que também estão fazendo, se identifiquem…

Conforme expliquei no post anterior, todo comportamento que a gente tem, é precedido de um pensamento, que por consequência, gera um sentimento ruim, que gera o nosso comportamento. Vocês realmente precisam compreender isso para conseguir seguir esse programa.

A Minha Dificuldade

Nem tudo é tão simples quanto parece… atentar-se a esses pensamentos que antecedem aos maus hábitos alimentares, é super difícil. Geralmente,  não temos consciência deles. E eu tive muita dificuldade de entender onde os meus estavam hahahaha

Então, se isso acontecer contigo, faça o seguinte:

Todas as vezes em que for comer algo (qualquer coisa), tente responder à si mesma, as seguintes perguntas:

Eu escrevi essas perguntas em vários lugares, para me lembrar de me auto-questionar. É bacana, porque, tentando responder as perguntas, eu já conseguia preencher a RPD (Relatório de Pensamentos Disfuncionais).

Aproveitando que estou falando sobre os relatórios, quero compartilhar uma decisão minha, com vocês: Uma leitora que está acompanhando esse projeto, me mandou um e-mail, pedindo que eu colocasse no blog, uma foto mais legível das minhas atividades respondidas. Esclareço que, embora eu não tenha nenhum problema de compartilhar minhas questões com vocês, há coisas muito íntimas relacionadas àquelas anotações. Eu preenchi várias folhas e muitas das coisas, só cabem à mim e ao terapeuta que está me auxiliando. Então, não, eu não vou fotografar meu caderno. Acredito que o post anterior tenha ficado bem fácil de compreender, não é? 😉

Continuando…

Uma vez que você consegue ter uma parte das atividades preenchidas, vocês irão perceber que existem padrões de pensamentos que nos atrapalha. Existem 17 tipos de pensamentos disfuncionais e no próximo post, vou traze-los para que vocês possam verificar, qual o seu pensamento disfuncional mais corriqueiro…

Com um pouco mais de clareza das suas questões, ficará mais fácil manter-se firme.

Fé em Deus e pé na taba!

Com amor,

Cíntia Milanese

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *