Pense Magro #5 – Dificuldades Com os Cartões de Enfrentamento?

Eu não tenho dúvida alguma da eficiência do Programa Pense Magro, mas também não vou ser ingênua de imaginar que é tudo simples, lindo e maravilhoso, porque não é…
Nesse post, quero falar um pouco sobre as dificuldades que enfrentei nos últimos dias e o que fiz para saná-las.

Na segunda semana de tarefas, eu simplesmente me estressei com os cartões de enfrentamento. A leitura começou ficar automática e, claro, os pensamentos sabotadores começaram a aparecer.

Eu não tinha mais vontade de ler, lia de qualquer jeito, então, resolvi relatar esse sentimento ao meu amigo terapeuta, que também é meu técnico nesse programa e, ele me orientou da seguinte maneira:

Ação Preventiva

Cíntia, para cada obstáculo interno que tente te desviar do programa, execute uma estratégia! Procure listar os pensamentos sabotadores e criar cartões de enfrentamento para combatê-los.

Exemplos do Livro:

Claro, além de me lembrar dos exemplos do livro, à minha disposição, ele me encaminhou essas instruções:

Cíntia, além do Kit de Emergência, para quando a jornada fica estranha (que já conversamos), eu sugiro que você altere seu Cartão de Vantagens. Obs.: Alterar e NÃO mudar, ok?

Será uma forma de tira-la do “piloto automático” 😉

Pegue cada item e transforme em uma experiência real e gostosa. Use os 5 sentidos!

Por exemplo:
Antes: Pesar 65kg;
Depois: tirar uma foto da balança pesando 65kg;

Antes: ir para praia e usar biquini;
Depois: correr na praia de biquini dando atenção apenas para o sol que amo e o mar que é lindo!

Antes: viver mais tempo e com saúde;
Depois: ver meu bolo de aniversario de 70 anos feliz e com saúde;

Quando você pega a idéia geral e transforma em uma cena ou experiência bem pessoal, o resultado é que, imaginar o que você está lendo, será gostoso… Não será apenas informação. É algo palpável, que te fará sorrir, entende?

Bom, gente, pra mim deu muito certo fazer isso… espero que seja útil pra vocês também!

Por hoje é isso.

Fé em Deus e pé na taba!

Com amor,

Cíntia Milanese

Referência: BECK, Judith – Pense Magro, a dieta definitiva de Beck

2 Comentários


  1. Oi lindona, muito bacana a proposta do seu terapeuta de se usar a experiência sensorial no cartão de vantagens! Eu faço isto com o CD de relaxamento da Cristina Cairo, esta coisa de “sentir o corpo magro”. Não só imaginar, mas sentir. Aprendi isto com o documentário o Segredo e uso para muitas coisas, até mesmo para atrair viagens (fecho os olhos, me concentro e me sinto no local, experimentando as sensações das atividades que farei). Acho legal alé de só ler o seu cartão, você realmente parar para ter a experiência cinestésica do que você escreve. Beijocas!
    Carla

    Responder

  2. Eu tenho praticado bastante, Carlinha… estou contente com os resultados. A ansiedade diminui e um sentimento gostoso toma conta. 🙂

    Saudades!!! Bj

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *