Pense Magro | Tarefa 02/42 – Escolha Duas Dietas Razoáveis

Oi, Magreletes! <3

Conforme eu comentei no post anterior, estou seguindo o Programa Pense Magro, sim, mas desta vez, com uma nova visão e estratégia. Já experimentei várias coisas e decidi que quero mesmo é conquistar equilíbrio. Por isso, não estipulei nenhuma dieta. Farei apenas um controle alimentar, usando meu disco da Meta Real (que me dá a liberdade de escolher meus alimentos, apenas me orientando referente às quantidades ideiais, que são as que vou seguir).

Para quem não conhece, Meta Real é um lugar que frequentei, logo que iniciei o processo de emagrecimento. É parecido com o Vigilantes do Peso: Fazem orientação em grupo, com palestras motivacionais e pesagens semanais.  O disco alimentar faz parte do programa e, ensina que sua alimentação necessita ser bem equilibrada e que, o momento de comer deve ser prazeroso e não um martírio.

Nosso corpo é muito inteligente… Basta que cada uma de nós, preste atenção aos sinais que ele emite. Estou em fase experimental, mas tenho quase certeza que a chave do sucesso está em aprender a ouvir nosso corpo, comendo apenas quando sentir fome (não fome emocional, mas fome física) e, parar quando estivermos saciadas. Não é tarefa simples, é preciso muito autocontrole, bom senso e prática de auto-observação, que a gente só atinge com um certo nível de maturidade e fortalecimento emocional (por isso que sempre digo, se tiver condições, busque apoio psicológico ou terapêutico. O processo segue muito mais leve). É isso que estou fazendo e por enquanto, tem dado certo!

A Obesidade é Efeito e Não Causa!

Como Funciona o Disco Alimentar?

O disco não restringe nada. Ele possui uma diversidade de alimentos e a grande sacada, é que ele te conscientiza de quantidades adequadas e combinações que devem ser evitadas.

Ele é dividido em três grupos alimentares, cada um deles por uma faixa colorida. A amarela refere-se aos construtores (proteínas, como carne vermelha, ovos, aves, laticínios, peixes), a vermelha aos energéticos (gorduras, cereais, açúcares) e a verde aos alimentos reguladores (frutas, verduras e legumes).

Ao girar o disco você combina as cores e elabora suas refeições diárias. O importante é escolher uma das sugestões de cada cor e variar seu cardápio. A filosofia do meu novo plano de emagrecimento é de conquistar uma nova conduta.

Sobre a Tarefa Pense Magro

A autora do livro, sugere que seja escolhido 2 dietas: a que vai ser usada para começar este programa e a que vai substituir a primeira se ela não der certo. Então, no caso de não ter resultados, eu vou para a dieta à base de gordura e alimentação natural (uma adaptação da Paleo)! 😉

Tenham em mente o seguinte: Não existe dieta certa ou errada. Existe aquilo que funciona pra você! E só há como descobrir se vai dar certo ou não, experimentando.

O que funciona melhor para você: Ter um conjunto de regras fixas ou uma flexibilidade maior para realizar seus projetos?

COMPROMETA-SE POR ESCRITO

Escolhi a dieta principal e a secundária que são:

_________________________________________________

(Eu espero que você tenha incluído “Razoável e Nutritiva”) <3

QUANDO EU ACEITAR O FATO DE QUE PRECISO TER UMA PROGRAMAÇÃO ALIMENTAR SAUDÁVEL PARA TODA MINHA VIDA, FAZER DIETA SERÁ MAIS FÁCIL.

Bom, por hoje é isso.

Fé em Deus e pé na taba!

Com amor,

Cíntia Milanese

Referência: BECK, Judith – Pense Magro, a dieta definitiva de Beck

2 Comentários


  1. A frase “a obesidade é o efeito, não a causa”, é genial!!! Tenho pensado muito nela ultimamente, principalmente porque eu às vezes penso na minha gordura como minha “capa” protetora, já que e perdi a “capa de fumaça” do cigarro… E concordo mais ainda com o fato de não existir dieta certa nem errada, apenas o que nosso corpo se adapta melhor.

    Agora, ouvir o próprio corpo é fenomenal! Das vezes em que eu não ouvi o meu (váááárias vezes) sempre me dei mal! rsrsrs Às vezes tenho a sensação de que fomos educados para justamente perder esse contato conosco… Comer quando se tem fome? Parece até heresia! Fale isso em alguns consultórios e veja caras de pavor! Ouvir meu corpo foi é um hábito dificílimo que estou tentando adquirir há algum tempo… É impressionante o quanto é fácil confundir vontade de comer com fome… Mas o aprendizado e o auto conhecimento valem a pena!!!

    Tá ótimo acompanhar sua jornada!!!! Sucesso pra você!
    Beijos!

    Responder

    1. Oi, Mi! Gratidão pelo feedback e por contribuir com sua experiência… cada vez que vocês dividem suas experiências comigo, enriqueço ainda mais os meus aprendizados. Um beijo enorme! <3

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *