Pense Magro | Tarefa 07/42 – Organize o Ambiente

Oi, oi, Magreletes!!! 🙂

Segundo a autora do livro Pense magro, no início do processo de emagrecimento é preciso evitar os estímulos ambientais e visuais (lugares que oferecem guloseimas, massas, comidas calóricas, etc), pois poderemos não resistir às tentações.

Mas não é só isso… temos que tomar cuidado com as tentações de dentro da nossa própria casa.

Procurem prestar atenção na geladeira de vocês, nos armários, etc. Desfaçam-se das guloseimas que podem causar compulsão (pacotes de bolacha recheada, chocolate, leite condensado, nutella, enfim), são inúmeras possibilidades de tentações que podem levá-la a  compulsão. É importante salientar, que por mais que você se suponha ou se sinta forte, poderá não resistir ao impulso de comer e, “jacar”!

Por exemplo: sinto vontade de comer doce, se eu sei que não tem, posso comer uma fruta, ou tomar um iogurte e ficar bem… se eu sei que tem um chocolate no armário, vou fazer o que? Comer!

Claro, não há problema algum em comer um chocolatinho, massss, a maioria de nós não conseguimos resistir  à apenas um pedaço, não é mesmo? Isso serve para Nutella, leite condensado, entre outras coisas… melhor não ter (ao menos enquanto estiver exercitando auto-controle. Mais pra frente, quando estiverem mais fortes, ai sim! 😉

Mantenha sua cozinha organizada. Habitue-se a criar cardápios semanais e deixe suas comidinhas fáceis de preparar, assim, evitamos aquela preguicinha na hora “H”.

Abaixo algumas dicas de organização para inspirar vocês:

 

Organizando a Cozinha

Organizando a Alimentação

Coisas Saudáveis para Levar ao Trabalho

ALGUNS PENSAMENTOS SABOTADORES QUE PODERÁ TER:

Pensamento sabotador:
“Se eu fizer as mudanças, terei que falar para as pessoas que estou fazendo dieta”.

Resposta adaptativa:
Qual é o problema afinal? O pior que pode acontecer é alguém me criticar se por acaso eu não conseguir emagrecer. Por outro lado, é bem provável que este programa seja exatamente o que eu preciso para ter sucesso agora. Anunciar minha intenção de comer de forma mais saudável (eu não tenho que falar que estou fazendo dieta) faz com que seja mais viável que os outros concordem com as mudanças que preciso fazer. E será um alívio não me sentir tentado todas as vezes que for à cozinha ou encontrar comida pelo ambiente de trabalho”.

Pensamento sabotador:
“Eu não deveria incomodar as pessoas”.

Resposta adaptativa:
Quem eu irei incomodar mais? Essas mudanças realmente serão inconvenientes se comparadas ao beneficio que terei? E outras pessoas provavelmente também se beneficiarão dessas mudanças”.

Pensamento sabotador:
“Se eu contar para a família sobre minha dieta, eles farão comentários sobre o que eu estiver comendo”.

Resposta adaptativa:
Eu posso pedir a eles para que não falem nada: ‘Ajudaria muito se vocês não comentassem o que eu como ou deixo de comer. Poderiam fazer isso por mim’?”. 

Pensamento sabotador:

“Eu não deveria colocar as minhas necessidades acima das de minha família”.

Resposta adaptativa:
Estou determinada a trabalhar em metas que são importantes para mim. Chegou a hora de ir ao encontro das minhas necessidades. Além disso, minha família não precisa de comida que não é saudável. Seria melhor se eles também não comessem”.

Pensamento sabotador:
“Minha família e meus colegas irão ficar furiosos comigo por essas mudanças”.

Resposta adaptativa:
Estou pensando de maneira realista? Quão furiosos eles poderão ficar? Por quanto tempo eles ficarão furiosos? É razoável que eles fiquem furiosos? Devo lembrar que não estou fazendo isto para deixá-los furiosos. Estou fazendo porque preciso”.

Pensamento sabotador:
“Eu não sei realmente se quero mudar meu ambiente”.

Resposta adaptativa:
Bem, pode ser que não, mas é muito mais importante emagrecer. Eu não posso ter as duas coisas ao mesmo tempo. Não posso deixar o ambiente como está e emagrecer. Vou ler meu Cartão das Vantagens agora mesmo”.

Pensamento sabotador:
“Eu não quero desperdiçar alimentos jogando-os fora”.

Resposta adaptativa:
Se eu não jogá-los fora, corro o risco de “desperdiçá-los” no meu corpo, o que será transformado em gordura. Qual é a melhor maneira de desperdiçá-los?

COMPROMETA-SE POR ESCRITO

Eu farei as seguintes mudanças em minha casa:

_________________________________________

Eu farei as seguintes mudanças em meu local de trabalho:

_________________________________________

QUANDO EU FIZER MUDANÇAS EM CASA E NO TRABALHO PARA AFASTAR QUALQUER TENTAÇÃO, FAZER DIETA SERÁ MUITO MAIS FÁCIL.

Fé em Deus e pé na taba!

Com amor,

Cintia Milanese

Referência: BECK, Judith – Pense Magro, a dieta definitiva de Beck.

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *