SPA: Para não dizer que eu só falei das flores…

Olá, Magreletes e Magreletos!

Após escrever sobre minha semana no spa, alguns amigos e conhecidos ficaram bem interessados em obter maiores informações. Alguns, já estão pensando em fazer um esforço para ir.

Obs.: Confesso que é um pouco assustadora essa questão de algumas pessoas acabarem fazendo as coisas inspiradas por mim. É bacana receber o carinho de vocês, mas a cada dia, me conscientizo mais da necessidade de zelar pelas informações que passo por aqui, por isso, resolvi colocar esse post no ar, ok?

Bom, antes de fazer um investimento como este, pesquisem. Procurem conhecer o local, pegar referência com pessoas que já foram, enfim… Digo isso porque, uma estadia num spa não costuma ser barata e, se por acaso eu tivesse pago para ir no Serra do Japi, teria ficado chateada, porque pelas condições das instalações, cobrar 200 reais na diária, é um abuso!

Primeira coisa que você precisa saber: para obter um resultado surpreendente em relação ao emagrecimento, 7 dias é pouco (vide meus resultados pós-spa). Contudo, se for passar mais que uma semana, garanta que o local seja agradável em todos os aspectos. De outra maneira, você vai acabar desejando ir embora (como aconteceu comigo).

O lugar é lindo, isso não dá pra negar. A comida é muito boa, os funcionários de lá são bem simpáticos… O problema é que, apesar do lugar ser lindo, a estrutura deixa muito a desejar.

No site diz que há aulas de musculação, só que, aparelhos e academia não existem. Conforme mostrei em vídeo, existe um espaço (galpão) com algumas esteiras e algumas bicicletas ergométricas.
Também falam sobre as aulas de yoga e ginástica localizada, porém, essas aulas são esporádicas, ou seja, só acontecem de vez em quando e eu não tive coragem de fazer, porque no galpão, o piso vive úmido por conta da piscina de hidroginástica e a gente acaba sujando toda a roupa naquele chão mal limpo.

Por falar em chão mal limpo, as meninas que dividiram quarto comigo e eu, não tínhamos coragem de colocar os pés naquele chão encardido e visivelmente, mal limpo do nosso quarto. O banheiro então… nem vou mencionar a gordura corporal grudada no box (ergh). Se não fossem pelos lençóis trocados diariamente, seria insuportável ficar lá; porque bagunça a gente aguenta, mas sujeira é ruim, né, minha gente?

As áreas comuns, a mesma coisa: sujo, mesas mau limpas e poeira tirada (como diria minha mãe), por onde o “padre benze”.

Acreditam que eu fiz hidroginástica sem ter feito exame médico específico que indicasse que eu estava apta a entrar na piscina? E se eu não fiz, os demais hóspedes também não fizeram, ou seja, se alguém tiver pereba de pele, a gente descobre depois. Legal, né? hehehe

“Eca, Cíntia, cê entrou mesmo assim?” – Sim, entrei. Rezei ao ‘São Cloro‘ e me joguei.

Outra coisa que não vi propósito: ter TV nos quartos que eram divididos. Tem gente que não toma semancol. Nas minhas duas primeiras noites lá, a moça que dividia o quarto comigo, se apossou do controle remoto. Até ai, tudo bem, o problema é que ela só pegava no sono com a TV ligada (ALTA) e a otária aqui é que tinha que levantar para desligar a caralha da televisão.

Então, se você é chata e tem sono leve como eu, procure pagar um pouco mais e alugar um quarto individual.

Coletivo, só se for com conhecidos.
Saibam que as refeições tem muitos grãos, muitas folhas e verduras cozidas. Tenha certeza que você vai peidar demais e, ter que ficar segurando o “toba” por causa do companheiro de quarto, não é nada fácil… Sem mencionar os roncos!

Bom, conforme falei antes, a estadia não foi de todo o mau. Aliás, de acordo com o que contei antes e agora, no balanço geral, teve mais coisas boas do que ruins. Eu só precisava dar esse toque, para que (conforme mencionei no título), vocês não dissessem que eu só falei das flores.

Uma dica bacana para vocês que têm vontade de ir a um spa de emagrecimento é que fiquem de olho nos sites de compras coletivas. Fora de temporada, eles costumam colocar uns preços bacaninhas nesses sites.

Próximo post será o último sobre o spa e, como algumas pessoas pediram, falarei sobre a comida e mostrarei os cardápios dos dias em que fiquei por lá, combinado?

Beijinhos!

16 Comentários


  1. Cintia legal vc contar os detalhes sobre o SPA porque a sensação que temos é a de que todos são iguais aos hotéis de luxo né? bem de qualquer forma valeu pelo menos pra mim seus relatos como sempre vc é uma pessoa que nos alegra e que aproveita os limões pra fazer limonada!!! é isso ai, se não foi de tudo maravilhoso pelo menos muitas coisas que vc aprendeu vai dar pra aproveitar daqui pra frente né? também quero ver o post sobre as comidas…..

    Responder

  2. Pois 'e Magrelete, muito bom vc ter tido essa experiencia, e nos contar os pros e contras… pq assim saberemos os pontos que deverao ser observados…. Deve ser legal tirar como exemplo tbm o que se faz, caso haja perda de peso, para continuar nesse ritmo ne???
    Show de bola!!!!

    Aguardo mais novidades por aqui… beijus
    Cris
    http://www.rumoao70.blogspot.com.br

    Responder

  3. Ameei seu Post!!
    Nossa que vontade de ir pro spaa mesmo com os pro e contras que você contou.
    Beijinhus e otima semana!

    Responder

  4. Muito bom saber isso, porque todo mundo só fala de como é perfeito e maravilhoso!

    valeu as dias.

    beijo

    desapegafastfood.blogspot.com.b

    Responder

  5. Hahahahaha! Q m… ter q ficar se segurando! 😛
    Deu nojinho, hein? O mínimo de higiene é bem vindo!
    Bjão!

    Responder

    1. Nem me fale… o bom é que o lugar era lindo e eu quase não ficava no quarto. Porém, quem for em época de inverno pesado mesmo, vai sofrer.

      Responder

  6. hahahaha
    Ahhh acho que se eu pagar pra ir num lugar sujo eu ia ter um treco!
    As vezes em hotéis bons eu não vejo a hora de ir embora… kkkkk

    Beijão querida e obrigada por nos contar!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *