Um Papo Sobre Responsabilidades…

Ontem eu fiz uma introdução sobre o meu retorno com as atividades do livro Pense Magro (clique aqui para ler) e, conversando com uma amiga sobre a percepção dela do post, acabei me dando conta de que ficou parecendo que a falha no processo de emagrecimento se deve ao fato de não ter tido acompanhamento adequado ou, leitura adequada do livro e não foi essa mensagem que quis passar; até porque, eu estou exatamente em busca de tomar as rédeas da minha vida e não há como fazer isso sem tomar as responsabilidades que cabem à mim ok?

Então, antes de mais nada, saibam:

A responsabilidade pelas nossas conquistas ou fracassos são sempre nossas.

Atividades de livros, auxílio de amigos ou terapeutas, academia, nutricionistas, etc… devem ser vistos como suporte – apoios ou ferramentas – que facilitam o processo. Dito isso, enfatizo aqui e agora que, a responsável pelo meu processo de emagrecimento sou eu. Cair, errar, aprender e conquistar grandes ou pequenas coisas, fazem parte da caminhada. É somente desta forma que crescemos! As pessoas que entram nas nossas vidas são importantes para que haja uma melhor percepção desse processo, mas embora isso, ele é único, pessoal e intransferível… A responsabilidade sobre sua vida e as suas questões têm que ser SUA! 

Quando mencionei sobre a necessidade de operar algumas mudanças na aplicação das tarefas do livro, foi porque, fazendo uma reflexão mais profunda entre meu processo de emagrecimento e a abordagem psicológica proposta pela autora do livro, deveria ser adaptada. É necessário respeitar a individualidade de cada um. Não existe uma receita do que é certo e errado. O que existe são pessoas com suas particularidades, que precisam experimentar as coisas para ver o que funcionará para elas.
Claro, eu amo e acredito muito na psicologia; Principalmente agora que estou estudando sobre ela… A lógica da terapia cognitiva comportamental não me deixa dúvidas de que essa corrente é ótima e funcional, masssss… repito: a abordagem psicológica NÃO faz o trabalho que VOCÊ precisa desempenhar. Temos de ter essa consciência – não existem culpados em nossos fracassos. Nós somos responsáveis por eles.

Então pessoas, parem de dizer por aí que você não emagrece porque seu marido, sua mãe,  seus colegas de trabalho, o mundo, enfim… não colaboram. Ninguém te obriga a comer. Seja consciente!!!

Fé em Deus e pé na taba!

Com amor,

Cíntia Milanese

8 Comentários


  1. Oi, Cintia! Concordo com cada vírgula do que escreveu! Sinto isso na pele: desde o dia em que me responsabilizei total e absolutamente por minha própria vida e TUDO o que acontece nela, encontrei a paz! Porque é tão bom saber que, aconteça o que acontecer, eu estarei comigo!!!! Um passinho de cada vez, com muita consciência e responsabilidade: assim se vai ao longe!

    Beijos e boa semana!

    Responder

  2. Concordo que o fracasso e sucesso é nosso demérito ou mérito! Somos responsáveis pelos nossos atos. Adoro o Pense Magro, vai voltar a ser meu guia após a baby nascer, vou juntar com o livro do Bob do The Biggest Loser que lí há alguns anos e foi muito bom.

    Adorei o post! Beijinhos

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *